Seguidores

12 de janeiro de 2012

Roselas ou Platycercus (...)

Espécies:
Platycercus icterotis, P. elegans, P. flaveolus, P. caledonicus, P. venustus, P. adscitus, P. eximius e P. adelaidae.
Origem:
Austrália

Dimensões:
Entre 26 e 39 centímetros aproximadamente, variando de espécie para espécie.

Distinção entre os sexos:
Não é facil encontrar diferenças entre macho e fêmea, as fêmeas têm frequentemente uma coloração mais pálida, tem corpo menor e por vezes tem cabeça e bico menor.

Características sociais:
É aconcelhável criar estas aves em casais individualmente. Os machos, particularmente podem ser muito intolerantes entre si e agridem-se atravéz do gradeamento se tiverem oportunidade.

Alojamento:
Estas aves são muito resistentes aos meses de inverno e não necessitam de aquecimento desde que tenham um abrigo nocturno para se protegerem do frio, devem de ser criadas ao ar livre em viveiros, sendo o mais aconcelhável de 2x0.80x0.80mt, caso não tenha hipótese estas medidas poderá optar por uma um pouco mais pequenas que eu concidero que seja ideal que é de 1.5x0.75x0.75mt.

Criação:
Estas aves só ao fim de ano e meio de idade é que estão prontas para iniciar a sua reprodução, criam em caixas aproximadamente com 45 cm de altura e 25 cm quadrados na base, a fêmea põe em média cinco ovos, que incuba durante 19 a 21 dias.

Mutações:
Neste momento devido á influencia dos criadores existem dentro das espécies de Roselas  várias mutações sendo as mais frequentes as seguintes: Lutina, rubina, opalina azul, pastel, asa branca, canela, etc...

Em baixo apresento fotos das mutações que possuo que para mim são as mais simples e mais bonitas:

Rosela Omnicolor

Rosela Omnicolor vermelha

1 comentário:

  1. Anónimo7/7/13 16:59

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar